Regulador francês diz que Facebook deve parar de rastrear não usuários

Uma representação plástica 3D do logotipo do Facebook é vista nesta ilustração em Zenica, Bósnia e Herzegovina, 13 de maio de 2015. (Reuters / Dado Ruvic)Uma representação plástica 3D do logotipo do Facebook é vista nesta ilustração em Zenica, Bósnia e Herzegovina, 13 de maio de 2015. REUTERS / Dado Ruvic

BRUXELAS - A autoridade francesa de proteção de dados na segunda-feira deu ao Facebook três meses para parar de rastrear atividades de não usuários na web sem seu consentimento e ordenou que a rede social parasse de transferir dados para os Estados Unidos usando um pacto ilegal de transferência de dados.



A empresa não informa aos internautas que coloca um cookie em seus terminais quando eles visitam uma página pública do Facebook, informou a CNIL em um comunicado.



O Facebook transfere dados pessoais para os Estados Unidos com base no Safe Harbor, embora o Tribunal de Justiça da União Europeia tenha declarado inválidas tais transferências em sua decisão de 6 de outubro de 2015.