Graney: espírito livre Mack Hollins causa impacto com Raiders

  – No Raiders, o wide receiver Mack Hollins (10) faz uma recepção com o cornerback do Tennessee Titans, Chris Ja... O wide receiver dos Raiders Mack Hollins (10) faz uma recepção com o cornerback do Tennessee Titans, Chris Jackson (35), defendendo no segundo tempo durante um jogo de futebol americano da NFL no domingo, 25 de setembro de 2022, no Nissan Stadium, em Nashville, Tennessee (Benjamin) Hager/Las Vegas Review-Journal) @benjaminhphoto  O wide receiver dos Raiders Mack Hollins (10) colide com o poste da end zone com o cornerback Kristian Fulton (26) do Tennessee Titans defendendo no segundo tempo durante um jogo de futebol da NFL no domingo, 25 de setembro de 2022, no Nissan Stadium, em Nashville, Tennessee . (Benjamin Hager/Las Vegas Review-Journal) @benjaminhphoto  O wide receiver dos Raiders, Mack Hollins (10) comemora uma recepção para touchdown com o running back dos Raiders Brandon Bolden (34) no segundo tempo durante um jogo de futebol americano da NFL contra o Tennessee Titans no domingo, 25 de setembro de 2022, no Nissan Stadium, em Nashville. Tenn. (Benjamin Hager/Las Vegas Review-Journal) @benjaminhphoto  O wide receiver dos Raiders Mack Hollins (10) faz uma recepção na linha lateral com o safety Amani Hooker (37) do Tennessee Titans na cobertura durante o segundo tempo de um jogo da NFL no Nissan Stadium no domingo, 25 de setembro de 2022, em Nashville, Tennessee. (Heidi Fang/Las Vegas Review-Journal) @HeidiFang  O wide receiver dos Raiders, Mack Hollins (10) faz uma recepção e parece abalar a cobertura do safety Amani Hooker (37) e do safety Kevin Byard (31) do Tennessee Titans durante o segundo tempo de um jogo da NFL no Nissan Stadium no domingo, 25 de setembro. 2022, em Nashville, Tennessee (Heidi Fang/Las Vegas Review-Journal) @HeidiFang  O wide receiver dos Raiders Mack Hollins (10) comemora uma recepção sobre o safety Kevin Byard (31) do Tennessee Titans durante o primeiro tempo de um jogo da NFL no Nissan Stadium no domingo, 25 de setembro de 2022, em Nashville, Tennessee (Heidi Fang/Las) Vegas Review-Journal) @HeidiFang  O wide receiver dos Raiders Mack Hollins (10) comemora uma recepção sobre o safety Kevin Byard (31) do Tennessee Titans durante o primeiro tempo de um jogo da NFL no Nissan Stadium no domingo, 25 de setembro de 2022, em Nashville, Tennessee (Heidi Fang/Las) Vegas Review-Journal) @HeidiFang

Louco. Mack Hollins sempre foi conhecido pelo peculiar. Cobras de estimação. Quer ter um zoológico. Fala sobre ter um aquário grande o suficiente para nadar. Iria se tornar um paraquedista profissional.

Wie erkennt man, ob eine Wassermann-Frau dich mag?

Contos sobre leões e jacarés e como ganhar uma licença de piloto.



É como se uma carreira no futebol sempre ficasse em segundo lugar ao contar sua história.



Não mais.

Você sempre soube que outros estariam envolvidos. Que o ataque do técnico dos Raiders, Josh McDaniels, apresentaria mais opções do que estrelas predeterminadas.



Típico de Hollins. Trabalhando mais do que qualquer outra pessoa para ser essa escolha.

Ele começa mais rápido do que suas pernas podem se mover.

A oportunidade bate à porta



Os Raiders estão 0-3, mas ninguém pode questionar a atuação de Hollins, um wide receiver de 29 anos que assinou com a equipe na offseason depois de jogar as últimas duas temporadas com os Dolphins.

O hype foi sobre os wide receivers Davante Adams e Hunter Renfrow e o tight end Darren Waller. A realidade tem sido um pouco diferente.

Isso significou oportunidade batendo alto para Hollins, um profissional de seis anos que começou sua carreira com os Eagles e lutou em todo o campo de treinamento para ser o terceiro wideout dos Raiders.

Provou-se ainda mais valioso desde o início.

Hollins lidera a equipe com 240 jardas de recepção e uma média de 17,1 por captura em 15 alvos a menos que Adams. Este último lidou com lutas constantes através da atenção de equipes duplas. Preso em todo o campo. Os adversários apenas desafiam Adams – que tem 189 jardas e três touchdowns – para vencê-los.

Um homem levado abre a porta (campo?) para outro.

“Se um prédio está pegando fogo, todo mundo diz que vai ser o herói”, disse Hollins. “Mas raramente, quando essa situação chega, você magicamente se torna essa pessoa. Eu sei que para eu ser um cara que joga duro e se diverte fazendo isso, tem que ser uma coisa do dia a dia. Não pode ser só aos domingos. Talvez existam caras que podem fazer isso e ser o herói. Eu não sou esse cara.

Wie viel sind alte Barbiepuppen wert?

“Eu sei que tenho que praticar muito e me divertir nos dias de folga e gostar de vir aqui, não importa o quão cansado eu esteja ou o quão mal eu esteja. jogos. Aterrar-me. Lembre-se por que você joga. Não deixe ficar muito sério. Se prepare.'

Foi algumas horas antes do pontapé inicial no Tennessee no domingo, quando Hollins passou por um aquecimento pré-jogo que o incluiu em pé e pegando bolas jogadas sobre sua cabeça.

A prática leva à perfeição?

Em uma jogada final de pontuação para puxar os Raiders em 24-22, Hollins teve algumas dessas recepções na quarta descida. O primeiro foi para 48 jardas pelo lado direito. A outra era uma rota de fade para um touchdown. Ambos sobre o ombro agarra. Ambas as jogadas fantásticas.

Ele terminou com um dia de carreira: oito recepções para 158 jardas e uma pontuação jogando apenas dois snaps.

So erhalten Sie Angebote für Hotels in Vegas

'Se eu pudesse ter feito mais jogadas, talvez pudéssemos ter vencido', disse ele.

Foi depois do treino de quarta-feira quando ele abriu uma caixa cheia de pacotes de macarrão Ramen.

“Nunca se esqueça”, disse ele, “de onde você vem”.

Um espírito livre

Os treinadores falam sobre seu caráter. Sobre o quão boa pessoa ele é. Quão altruísta. Eles falam sobre como no minuto em que ele chegou em Las Vegas, ele assumiu a propriedade. Que ele faria tudo se solicitado. Correndo para baixo em kickoffs. O artilheiro em uma equipe de punt. Pontapés apressados. Jogando cada snap no ataque.

Küche zur Terrasse Durchgangsfenster

Isso não quer dizer que Hollins ainda não surpreenda alguns de vez em quando.

“Olho pela janela de vez em quando e Mack está correndo para a instalação”, disse McDaniels. “Já não há muitas pessoas que usam as pernas para chegar a algum lugar, mas Mack é uma delas.

“Ele é um espírito livre, mas com uma urgência e atenção aos detalhes sobre ele que você pede a todos os jogadores do prédio que possuam. O que é uma lufada de ar fresco. Ele só tem grandes interesses, e acho que isso fala com a profundidade da pessoa.

'Ele lidera. Ele pratica bem. Ele encoraja os outros. Ele pega os caras. Ele faz grandes jogadas. Ele é duro. Difícil encontrar pessoas mais determinadas a ajudar a equipe do que Mack.”

Os leões e cobras e tanques de peixes maiores que o Allegiant Stadium são todos legais e tal, mas Mack Hollins escreveu uma história diferente ultimamente. Ele está causando um grande impacto no campo.

O zoológico pode esperar. Assim como o paraquedismo.

Ed Graney é um vencedor do Sigma Delta Chi Award por escrever colunas de esportes e pode ser contatado em egraney@reviewjournal. com. Ele pode ser ouvido no “The Press Box”, ESPN Radio 100.9 FM e 1100 AM, das 7h às 10h, de segunda a sexta-feira. Seguir @edgraney no Twitter.