Relatório: 10 por cento dos graduados acham que a juíza Judy está na Suprema Corte

Judy Sheindlin, mais conhecida como Judge Judy, aparece como um programador convidado TCM em 1 de outubro de 2013. (CNN)Judy Sheindlin, mais conhecida como Judge Judy, aparece como Programador Convidado TCM em 1º de outubro de 2013.

Quase 10% dos graduados universitários entrevistados em uma pesquisa acreditam que Judith Sheindlin, também conhecida como Juíza Judy, atua na Suprema Corte.

Sheindlin é uma advogada americana que se tornou popular como a juíza de um tribunal com o nome de Judge Judy. O programa apresenta Sheindlin lidando com pequenas disputas em um tribunal, mas Sheindlin não atua na Suprema Corte dos Estados Unidos.

A pesquisa, conduzida pelo American Council of Trustees and Alumni em agosto de 2015, mas divulgada em janeiro de 2016, concluiu a partir dos 1.000 entrevistados que os graduados universitários são alarmantemente ignorantes da história e herança da América.



A pesquisa também descobriu que 28,4% dos graduados universitários identificam corretamente o pai da Constituição como James Madison. Cerca de 59% dos estudantes universitários pesquisados ​​acreditam que o pai da Constituição foi Thomas Jefferson, que na verdade foi o principal redator da Declaração de Independência.



Ele também descobriu que quase 60 por cento dos graduados universitários não conseguiam identificar corretamente um requisito para ratificar uma emenda constitucional e 40 por cento dos graduados não sabiam que o Congresso tem o poder de declarar guerra.

Além disso, a pesquisa revelou que menos de 50 por cento dos graduados universitários pesquisados ​​sabem que os impeachments presidenciais são julgados pelo Senado dos EUA.